terça-feira, 11 de janeiro de 2011

planejamento anual mini grupo 1

Ambientes com músicas, conversas sobre o que está acontecendo ou vai acontecer, histórias e músicas cantadas são exemplos de estímulo.
A linguagem agora (2 a 3 anos), já mais desenvolvida deve ser explorada ainda mais. Perguntas sobre acontecimentos e comportamentos, reconto de
histórias, descrição de figuras, pequenas parlendas, músicas e teatro são formas de incentivo para isto.
O raciocínio acontece junto com a fala. Não parece, mas cada palavra que sai da nossa boca, primeiramente é processada em pensamento, ou seja,
primeiro se raciocina para depois falar. O processo, ao ser descrito parece lento, mas ao contrário acontece em uma rapidez de milésimos de segundos.
Muitas vezes notamos excitação ao falar, gagueiras e/ou timidez; estas atitudes podem estar ligadas a este processo. O desenvolvimento do raciocínio é lento
e gradual, cabe ao adulto possibilitar e incentivar este processo. Ter paciência ao ouvir, sem interferir ou sugerir é uma das oportunidades que deve ser dada,
além de conversar explicando cada acontecimento / ou situação ampliando assim o vocabulário da criança.
Objetivos:
- Ampliação do vocabulário
- Aumento da racionalidade ao elaborar frases
- Comunicação clara do pensamento
- Aquisição de fonemas corretos
- Interação através da linguagem (conversas informais, transmissão de avisos e recados, relatos de experiências, verbalização de idéias)
- Evolução da coerência da linguagem oral (complexidade do vocabulário/ nível de detalhes, relação entre eventos)
- Conhecimento das várias modalidades de linguagem (histórias, músicas etc.).
- Concentração, saber ouvir
- Desenvolvimento das possibilidades para resolução de “problemas”.

ÁREA: MATEMÁTICA
A matemática é constante na nossa vivência diária: que dia é hoje; quantos somos na classe, no lanche; “-me dá um potinho?”. Se prestarmos atenção,
falamos matematicamente quase todo o tempo. É intrínseco.
A criança de dois/três anos já consegue nomear algumas cores, identifica algumas formas e começa com noção de quantidade. Nesta fase já entende quando
um tem mais que o outro, mas somente se a diferença visual for grande. Momentos divertidos, jogos que estimulem a comparação são propiciados. Os jogos
incentivam o raciocínio, o trabalho em grupo, etc.
A culinária pode ajudar muito neste objetivo; quantas colheres, uma ou duas xícaras, quanto tempo foi necessário para assar (muito ou pouco) e assim por
diante.
O objetivo é conviver em um ambiente propício para que interajam com a matemática.
Objetivos:
- Jogos de pareamento de cores / de quantidades / das formas geométricas
- Correspondências entre elementos,
- Contagem na roda de presentes e ausentes e registro no quadro de chamada,
- Classificação (Agrupamento)
- Vivências concretas para notar e verbalizar diferenças entre, por exemplo:
Pesado / leve Dentro / fora Cheio / vazio Maior / menor
Igual / diferente Grande / pequeno Macio / áspero Entre outros
- Trabalhar com jogos e experiências concretas, nomeando e questionando
ÁREA: NATUREZA E SOCIEDADE
Já domina muito bem o andar e já tem domínio para correr. Reconhece e nomeia algumas partes do seu corpo. Consegue distinguir pessoas e animais em
fotos e figuras interagindo de maneira mais efetiva através da fala. Seu contato com a natureza, é bastante curioso e destemido, os poucos momentos de
medo são normais da idade e ainda falta de contato.
Objetivos:
- Contato físico com outras pessoas (coetâneas ou não), comparando as diferenças e semelhanças físicas: altos/ baixos, loiros/ morenos, gordos/ magros,
adultos/ crianças
- Identificar o corpo humano
- Necessidades do corpo (alimento, água, ar, calor, luz)
- Socialização de idéias e objetos
- Aprender a conviver
- Brincadeiras simbólicas
- Sensibilidade corporal. Alguns materiais em contato com o corpo da criança podem proporcionar experiências de conhecimento
- Noção do crescimento do seu corpo. Ex: seqüência de crescimento, bebê e agora. Proporcionar comparações entre figuras
Identificação da sua família (pai, mãe e irmãos), e da família ampla (tios, avôs e etc.)
- Contato com a natureza através de cuidado com as plantas e animais
- Identificação de diferentes animais, suas características como locomoção, voz, habitat, tamanho, cor, suas necessidades, como é o seu corpo
- Conhecimento das instalações e pessoas da escola;
- Contato com fenômenos climáticos, como: dia/ noite
dia nublado/ ensolarado, chuvoso
Calor/ frio
Sol/ lua/ estrela/ nuvem
Identificando os tipos de vestimentas para as ocasiões.
- Perceber a importância da alimentação saudável, da mastigação e da higienização dos alimentos.
- Saúde:
Escovação (função dos dentes e a necessidade de mantê-los limpos); Alimentação
Vestimenta; Higiene e integridade física.
ÁREA: MOVIMENTO
A criança desta faixa etária já caminha com destreza, já iniciou suas experiências e a exploração de tudo ao seu redor continua acontecendo. A
independência do andar leva-a para todas as partes, porém sua estabilidade de equilíbrio e noção espacial ainda está sendo desenvolvida.
O equilíbrio ainda é pouco, a criança se esbarra por todos os lados e ainda cai com facilidade. A postura correta do corpo ao andar ou correr esta
sendo apreendida. Aliado a isto explora com as mãos objetos menores e se mostra capaz ao início da preensão.
Devemos recordar que o desenvolvimento físico, afetivo e emocional deve ser global e harmônico, e que toda atividade / conversa / orientação deve
ter este objetivo.
A motricidade / linguagem / raciocínio e autonomia, caminham juntos. Quando se trabalha um o outro também é “contemplado”.
Objetivos:
- Mímica, dramatizações gerais/imitações
- Identidade
- Acompanhamento de objetos em movimento pelo chão, ar e etc.
- Soprar papéis, isopor, bolinhas, bolhas de sabão, apitos e bexigas.
- Bater palmas em ritmos e intensidades diferentes (batuques na mesa)
- Brincar com jogos de encaixe e construção
- Brincar com barbantes e corda (equilibrista, pular corda e etc)
- Enfiar contas, canudinho, botões em fio de nylon ou barbante.
- Criar situações para explorar o movimento de “pinça”
- Explorar movimentos de língua e lábio (exemplo: imitando cavalo ou peixe, fazendo caretas e etc)
- Brincadeiras que envolvam músicas e movimento, simultaneamente
- Brincadeiras que envolvam movimentos de toque corporal
- Jogos que propiciem o domínio temporal e espacial do corpo
- Exercícios propícios para ampliação da motricidade de:
Correr, trepar, pular, saltar, escorregar, dançar, engatinhar, arrastar-se, balançar-se e equilibrar-se.
- Acompanhar objetos sem mover a cabeça
- Modelagem e dobradura
ÁREA: MÚSICA
A nossa cultura é rica em cantigas e brincadeiras afetivas onde o contato corporal é um dos conteúdos trabalhados. As brincadeiras de roda tradicionais é um
dos exemplos de atividades que podem ser feitas com as crianças no intuito de favorecer as noções de ritmo e espaço individual e coletivo. A linguagem é
explorada todo o tempo e a ampliação da mesma é um dos maiores enfoques do trabalho musical, além disso, propicia a socialização, reconhecimento de si
(músicas de tocar-se), autonomia na criação de movimentos, e noção corporal.
Objetivos:
- Desenvolver a linguagem oral e gestual
- Trabalhar a sensibilidade pela música
- Conhecimento de diversas formas de expressão musical e diversos estilos (explorando mais especificamente as músicas clássicas, nacionais e folclóricas)
- Desenvolver o conhecimento corporal
ÁREA: ARTES
A expressão através da arte é uma conquista pré-histórica, ela oportunizou comunicações daquela época ao homem de hoje. O desenho, a pintura, a criação, a
construção são formas iguais de interação social; comunicam sentimentos. A proposta de trabalhar com artes visuais no Maternal II é permitir à criança
pequena o contato com diversos materiais que podem ser explorados e usados como expressão livre do pensamento.
Objetivos:
- Atividades artísticas :
Massinhas diversas, experiências com areia (ou barro) e água, desenho sobre diversos tipos de papel (inclusive celofane e lixa), pintura (de dedos, com
rolo e pincel), colagem (papel, tecido, sucata, folhas, lã e etc), mosaico, recorte e colagem, rasgadura, dobradura, moldagem (massinha pronta ou de farinha e
argila), confecção de jogos e brinquedos com sucatas, confecção de máscaras e fantasias, confecção de maquetes etc.

http://www.escolasoleil.com.br/Planejamento%20Anual%20Maternal%20II.pdf

Esse ano vou lecionar no mini Grupo e gostei desse planejamento embora, todo planejamento tem que ser flexivel....  

ÁREA: LINGUAGEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário